Translate This Page

assine o feed e siga-me no twiter

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Widget

Páginas

seguidores e seguidos

curta na página do face

terça-feira, 23 de outubro de 2012


A águia cuida de seus filhotes

Baseado em Deuteronômio 32:11



(Tenha a gravura de uma águia e, se possível, de um ninho de águia)

Hoje falaremos das águias e seus filhotes. Quando nascem, saindo do ovo, são muito feios, mais parecem uma bolinha de pelos de cor cinza, porém para sua orgulhosa mamãe águia, eles são lindos! 
Que nome querem colocar em nossa águia bebê? (permitir respostas) Guigui é um bom nome! 
A mamãe havia construído um grande ninho de um metro de altura, três metros de comprimento e dois metros de largura, bem no topo de uma alta montanha. Era uma casa bem grande e Guigui e seus irmãozinhos tinham espaço bastante para crescer. (Mostre o tamanho, colocando crianças sentadas num espaço de 3x 2 metros). 
As vezes, Guigui se aventurava a chegar até a borda do ninho. Quando isso acontecia, ela sentia muito medo, pois o ninho era bastante alto e não dava para enxergar o chão lá embaixo. 
Por dois meses, todos os dias a mamãe saía para buscar comida, e quando chegava, Guigui e os irmãozinhos disputavam cada pedaço. Eles eram bem glutões!
Depois dos dois meses, a mamãe começou a trazer cada vez menos alimento. Por isso, Guigui e seus irmãos estavam sempre gemendo, pedindo mais e mais comida.
A mamãe andava estranha agora. Ela ficava por longo tempo, parada no ar, bem em cima do ninho. Suas asas eram fortes e grandes e Guigui, um dia seria tão grande e tão forte, quanto sua mãe. 
Um dia, a mamãe águia, com seu longo bico empurrou Guigui para fora do ninho e quando isso aconteceu, Guigui sentiu muito medo e logo começou a cair, cair e cair. Então começou a piar desesperadamente. Quando pensou que estava perdida, a mamãe apareceu por baixo dela e a colocou em cima de suas fortes asas. Assim, Guigui chegou em segurança de volta ao seu ninho. 
Guigui não entendia porque a mamãe a empurrava todos os dias para fora do ninho. Não entendia até hoje, porque, quando a mamãe a empurrou dessa vez, Guigui não mais sentiu medo. Ela abriu bem suas asas e só então percebeu que já não era mais uma águia filhote. Guigui havia crescido e se tornado uma grande e forte águia. 
Ao perceber isso, ela voou e voou... Como era gostoso voar! Que delícia era sentir o vento batendo em seu corpo! 
Guigui voou até o ninho, mas a mamãe havia desfeito aquele ninho. Então Guigui deu um forte grito! Como seu grito era forte! Ele ecoava pelo espaço. O grito de Guigui foi uma maneira de dizer à mamãe: “Tchau, mamãe! Agora sou uma águia também. Vou procurar um lugar em alguma árvore grande ou em outra montanha alta, para construir o meu próprio ninho.” 
Sabem crianças, Jesus disse que Ele é como a mamãe de Guigui? Sim, Ele Se compara à mãe águia. Disse que quando estivermos em perigo, Ele nos toma em Suas asas para que não caiamos, nem fiquemos feridos. 
Por isso, quando vocês estiverem com medo de alguma coisa, lembrem-se de que Jesus está olhando lá do alto para vocês! E, se Ele perceber que vocês estão caindo, irá, rapidamente socorrê-los. É só pedir! Vamos orar, agradecendo a Deus.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

O VALOR DO CULTO DOMÉSTICO



5. É momento para tirar dúvidas a respeito da Bíblia e da vida cristã.
6. É oportunidade preciosa para apresentar
 aos filhos e a outras pessoas o plano de salvação.
 Que privilégio para os pais saberem que 
seu filho aceitou Jesus no culto em família!
7. É momento de testemunho. 
As orações e os cânticos podem ser ouvidos pela vizinhança,
 despertar interesse e atingir os corações.

Sugestões de estratégias
1. Fazer esse propósito e orar para que Deus
 afaste todos os impedimentos.
2. Se não é possível reunir toda a família,
 verificar a hora do dia em que há o maior 
número de familiares em casa e
 combinar o culto para esse horário.
3. Dar oportunidade de participação a todos – até às crianças.
4. Não pode ser muito longo, sobretudo quando há crianças.
 Não deve haver sermão, mas um pequeno comentário
 sobre o texto lido ou a leitura de um livro de meditações diárias.
5. Os cânticos devem ser fáceis de cantar e conhecidos de todos.
6. De preferência usar a mesma versão da Bíblia, 
para que todos possam acompanhar a leitura.
7. Agradecer é importante! Não só pedir.
 Cada um deve mencionar um motivo de gratidão.
As orações devem ser breves e objetivas.
 Orações longas tornam-se cansativas e desviam a atenção.
8. Esse momento deve causar prazer e não aborrecimento.

Há muitos momentos em que a família está 
reunida ao redor da mesa para uma refeição, 
ou até diante de um programa de televisão. 
Alguns minutos podem ser usados para a realização de um culto.
 Afinal, sempre se encontra tempo para o que se julga importante.
 É questão de prioridades e de coração.
Vamos reverter esse quadro?
 Quem sabe em outra ocasião o maior percentual 
será dos que realizam o culto doméstico todos os dias?
 A glória será de Deus, mas as bênçãos serão da família. 
                                                                                 
Professora Dulce Consuelo Purim


sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Feliz Dia da Independência ! Em Jesus !

Feliz Dia Da Independência !
Hoje é dia de agradecer a liberdade
Que Deus nos deu...
...em Jesus de ser livre!
Obrigada Papai do céu !



domingo, 12 de agosto de 2012

Sugestão do dia dos pais "Cartão Camisa do Papai"

Pode ser feita em cartolina ou
Papel cartão a gravata usa um pedaço papel estampado ou
um pedaço de cartolina ou papel cartão
tem um detalhe que se para fazer a camisa tem como vc fazer ela de duas cores sendo a exterior de cor azul ou a seu gosto e a interior branca ou de uma cor que vc goste ai vai da criatividade ou dos materiais que vc tem
no caso vai uma dica para a estampa da gravata e da camisa use papel dobradura que dá um acabamento lindo

                                   Molde Da Gravata
                                    Molde da Camisa

Espero que tenham gostado bjss
até a próxima!

Feliz Dia dos Pais


quinta-feira, 9 de agosto de 2012

sábado, 23 de junho de 2012

Vila da Morte e Vila da Vida




VISUAIS:
         Você poderá visualizar esta lição desenhando a cena no quadro negro com giz de diferentes cores. Ou poderá também, preparar figuras bem simples de papel acamurçado,encapar caixinhas para fazer as casinhas use sua imaginação para dar vida a sua mensagem. 

VERSÍCULO PARA DECORAR

“Em verdade , em verdade vos digo: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida”. (João 5;24)

LIÇÃO:
         Quantos de vocês já se mudaram de uma casa para outra? Talvez você achasse muito divertido empacotar todas as suas coisas e ir morar num outro lugar, mas para a mamãe deu muito trabalho e dor de cabeça.
Porque as pessoas se mudam? Talvez o aluguel tenha subido muito ou pode ser que papai tenha arranjado um novo emprego, e vocês precisem se mudar para o bairro ou cidade onde ele vai trabalhar. Há muitas razões que levam as famílias a se mudarem.
Lá longe, nas selvas da África, as famílias se mudam também. Naturalmente, elas têm poucos móveis – somente algumas panelas, as esteiras em que dormem, e talvez um banquinho. Na hora da mudança, as mães colocam tudo que família possui num cesto grande, põe o cesto na cabeça e leva também o nenê nas costas; e lá se vão pela trilha em direção à nova vila. (coloque a figura de mulher no meio do quadro).
Quantos de vocês sabem de cor João 5:24? Vamos repeti-lo todos juntos. Agora, quero que vocês escutem com muito cuidado, pois vou lhes dizer como ele foi traduzido pelo povo de Umbundu, que fica na África Ocidental Portuguesa: “Eu vos falo, dizendo, de verdade, de verdade, quem ouve a  minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida sem fim e não será condenado; mas ele já mudou sua casa da vila da morte e entrou na vila da vida”.
Nesta tradução, fala de mudar a “casa” (a casa da nossa vida) de uma vila para outra. Primeiro, há a Vila da Morte (coloque um letreiro com o nome vila da Morte e logo em baixo coloque casebres em ruínas). Vocês podem imaginar a razão porque os índios africanos mudam de casa? Não é por causa de um novo trabalho ou por causa de um contrato vencido. Talvez seja porque descobriram que a água que bebiam na vila não prestava. (Coloque meninas carregando água) – (1) Sede – Talvez o riacho junto à vila estivesse secando e a água fizesse todo mundo ficar doente. Se continuassem ali, o povo iria morrer de sede. (Coloque a palavra SEDE logo em baixo do nome VILA DA MORTE).
Talvez a família se mude porque a terra junto à vila não serve para a plantação de milho. Na época das chuvas, as mulheres africanas cavam a terra com enxadas e plantam milho. (Coloque mulher preparando o milho) – (2) – Fome – se as plantas crescem e dá milho, elas socam o milho, transformando-o em farinha e preparam com ela uma espécie de mingau. Mas, se o solo é pede groso e seco demais, as plantas não dão nada, e o povo morre de fome. A família se muda para não morrer de fome. (Coloque letreiro com a palavra FOME).
Se há doença na vila, os africanos acreditam que ela é causada pelos maus espíritos – mesmo no caso de uma gripe ou sarampo. Assim, pegam aquilo que possuem, incendeiam o casebre e se mudam para outra vila, para fugir dos espíritos maus. (Coloque menina na esteira e feiticeiro) – (Coloque letreiro com a palavra DOENÇA).
Outras vezes mudam-se porque não gostam dos vizinhos (Coloque a figura de casebre e as palavras: MAUS VIZINHOS). É uma boa razão para se mudarem. Se o povo ficasse na sua vila sem água ou comida, ou onde existissem doenças graves – a morte viria. E assim, vocês podem ver que o lugar era mesmo a VILA DA MORTE.
Jesus disse que quem ouve a Sua Palavra e crê no Pai que enviou Seu Filho para ser nosso Salvador, já passou da morte para a vida. Na tradução do povo africano de que falamos, a pessoa que crê no Evangelho já mudou sua casa da Vila da Morte e entrou na Vila da Vida.
Vocês sabem que todos os meninos e meninas, e os adultos também que ainda não receberam o Senhor Jesus como Salvador, viver espiritualmente na Vila da Morte? Todos nós nascemos nessa vila. Todos nós somos pecadores, porque  “todos pecaram e carecem da glória de Deus” (rom 3:23) e “o salário do pecado é a morte” (Rom 6:23).
Na Vila da Morte, todos vivem com sede, uma sede dentro do coração. às vezes as pessoas pensam que poderão satisfazer a sede de seus corações comprando coisas novas, ganhando novos brinquedos, participando das coisas pecaminosas do mundo, etc. Mas, depois de se divertir um pouco com estas coisas, voltam a ter sede no coração. Todas as coisas deste mundo – as riquezas, a fama, os prazeres – não poderão satisfazer nosso coração.
Na Vila da Morte ficamos como fome, também. Nosso coração é como um solo, diz a Palavra de Deus. Muitas vezes deixamos que o mato do egoísmo, a raiva e o pecado cresçam no solo do nosso coração. Isto faz com que a semente da Palavra de Deus não encontre lugar para produzir o fruto da salvação
Ainda na Vila da Morte ficamos doentes, pois a Palavra de Deus diz que o pecado é como uma doença – uma doença terrível como a lepra. Esta doença que é o pecado, vai piorando dentro de nós até acabar na morte eterna. Nossos vizinhos na Vila da Morte são chamados “os filhos da desobediência” (Ef. 2.2). “Eles não são bons vizinhos, e o pior é que nós somos semelhantes a eles, pois todos que vivem na Vila da Morte são filhos da desobediência”. Querem fazer sua própria vontade, em vez de andar nos caminhos de Deus.
Quem quer morar na Vila da Morte? Será que você ainda mora lá? Sabe quem é o chefe da Vila da Morte? É Satanás. E ele procura fazer com que todos pensem que este é um bom lugar.
Quando o índio africano descobre que sua vida é a Vila da Morte, vocês acham que ele permanece ali? De modo nenhum. Ele se muda depressa para outra vila.
Vocês gostariam de mudar-se para uma nova vila chamada a Vila da Vida? (Coloque letreiro com este nome). Antes de fazer a mudança, vamos ver se este é um bom lugar... (coloque as casinhas).
O “chefe da Vila da Vida e o Senhor Jesus. E a água? Jesus disse: Se alguém tem sede, venha a mim e beba”- João 7:37 – e “... aquele que beber da água que eu lhe der, nunca mais terá sede” – (João 4:14). Isto quer dizer que Jesus pode tirar a sede do nosso coração. em vez de ser triste e sedento, nosso coração ficará como uma fonte, transbordando de água viva. (Veja João 4:14). (Coloque jarro e palavras ÁGUA DA VIDA).
O Senhor disse que Ele é também o PÃO DA VIDA. (Coloque o cesto de pão). Ele pode alimentar os corações famintos. E, depois de nos mudarmos para a Vila da Vida, que é a vila do Senhor Jesus, nascerá em nosso coração o fruto do Espírito – amor, alegria, paz, mansidão, bondade (Gal 5:22), e a Bíblia diz que colheremos vida eterna. (Gal 6:8).
E a doença do pecado? Jesus morreu na cruz para nos salvar do pecado. Ele tomou o castigo que nós merecemos e, quando O recebemos como nosso Salvador, Seu sangue nos limpa de todo o pecado (1 Jo 1:7).
Os vizinhos da Vila da Vida são todos “filhos da luz” (Ef 5:8). São filhos de Deus e nossos irmãos em Cristo, de modo que todos juntos vamos andando na luz. (Coloque a Luz, brilhando no caminho – 3).
Esta mulher africana está mudando sua casa da Vila da Morte para a Vila da Vida.
Pensem novamente no que diz João 5:24; “...passou da morte para a vida...”. Mudou sua casa da Vila da Morte para a Vila da Vida.
Muitas crianças africanas tiveram esta experiência – não somente no sentido de se mudarem, junto com seus pais, mas também mudaram em seus próprios corações. Depois de ouvir a mensagem sobre o Senhor Jesus e Sua morte na cruz, muitas delas deixaram a Vila da Morte, de Satanás, e entraram na Vila da Vida, do Senhor Jesus.
Como fizeram isto? Ouviram as palavras do Senhor Jesus, assim como diz em João 5:24, e creram que Ele é o Filho de Deus que morreu para nos salvar do pecado. (Coloque uma cruz vermelha entre as duas vilas).
Você quer mudar hoje a “casa” da sua vida? Se você crê que o Senhor Jesus morreu na cruz por você, e que Ele pode limpar seu coração e satisfazer sua sede... Então fale com Ele, assim: “Senhor Jesus, quero mudar minha casa hoje. Eu Te recebo como meu Salvador. Perdoa meus pecados. Quero agora viver na Tua Vila, a Vila da Vida.”

De Child Evangelismo

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Kit FRUTOS DO ESPÍRITO

DESCRIÇÃO 


O Kit contém 5 lições Visualizadas que sairam na Revista "O Evangelista de Crianças" com o tema: Os Frutos do Espírito


1ª Lição de Introdução: O Espírito Santo Trabalha em Mim (219)
História de uma menina que não consegue controlar seu temperamento e vive brigando com seu irmão, mas ouve de sua colega sobre a paciência, bondade e amor de Jesus que pode ajudá-la a se controlar.


2ª Lição sobre o Fruto do Amor: Procurando o Número Um (220)
História de um menino, Junior, que é levado por seu amigo no Clube Bíblico de Boas Novas. Junior se mostra briguento e egoísta, querendo ser sempre o número um, até entender que precisava deixar Jesus controlar sua vida.


3ª Lição sobre o Fruto da Alegria: O Aniversário sem Graça (222)
História de um menino que queria ter uma festa de aniversário feliz, e no final acaba percebendo que a verdadeira felicidade é ter Jesus no coração.


4ª Lição sobre o Fruto da Paz: Nada além de um Problema (224)
História de uma menina que cria muitos problemas num acampamento.


5ª Lição sobre o Fruto da Longanimidade: 'Antes que você possa dizer inconstitucionalissimamente' (225)
História de uma menina aprende a ter paciência em Deus, ao esperar que seu irmão se recupere de um acidente de carro.


**Aproveite e faça sua assinatura por 2 anos e comece a receber, a partir de janeiro, as próximas Revistas com as lições dessa série.**
Formas de pagamento
Boleto bancárioR$ 50,00 à vistaDepósito/Transferência BancáriaR$ 50,00 à vista
Para mais informações é só acessar o site da APEC:
http://www.apec.net.br/produto-614-kit_os_frutos_do_espirito
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





CONHEÇA A LOJA VIRTUAL DA APEC

CONHEÇA A LOJA VIRTUAL DA APEC
CLIQUE NA IMAGEM